Crônica: Em Busca do Primeiro Emprego


Cristiane Luz

Um fato concreto é o desinteresse dos jovens de hoje. Muitos detestam estudar e quem dirá sugerir a eles trabalhar. A tempestade estaria feita nesse simples comentário.

Não é o caso do Richard, que está com 17 anos feitos em janeiro. Fui apresentada a ele na sala da incubadora do hospital. Um belo menino desde o nascimento.

Tudo começa quando se quer crescer profissionalmente e ganhar dinheiro - falou ele, observando minha curiosidade.

Para ele, a ideia inicial e convencional foi enviar currículos para diversas empresas e visitar vários sites de oportunidades. Muitos jovens não querem trabalhar tão cedo e algumas condições de emprego são péssimas. Às vezes, simplesmente nada funciona. Em alguns momentos é preciso sorte, principalmente para quem está na fase inicial.

O Richard contou que em algumas empresas, após a entrevista, por vários dias ficou na expectativa que desse tudo certo. Segundo ele, algumas adotam o tratamento de “ser só mais um”. Mas ele nunca perdeu a esperança, engajando-se com mais determinação na procura e acabando por adquirir até certa experiência. Para ele, quanto mais entrevistas fizer, mais estará se aperfeiçoando para a próxima.

Quando finalmente conseguiu o estágio tão perseguido, deparou-se com o medo do novo, do desconhecido. Mas foi somente até adaptar-se com a ideia de estar trabalhando, lidando com pessoas de diferentes comportamentos.

O Richard finalizou dizendo que nenhum emprego é fácil. Principalmente para quem está iniciando. É necessária muita paciência e humildade. Ele comenta feliz que agora, após a conquista, está desfrutando do seu primeiro emprego.

voltar

Cristiane Luz

E-mail: crisluz1311@gmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Pageviews desde agosto de 2020: 12707

Site desenvolvido pela Editora Metamorfose