A aposta


Cristiane Luz

- Uma coleção de discos velhos, Thoni? Que velharia, cara, onde arranjou?
- Oi Pablo, estavam no apartamento do Duda. Me deixou trazer para cá já que está noivo da
Maiara. Que palhaçada!
- Mas, cara, se rola uma química entre eles, por que não?
- E a reputação dela? Uma prostituta que pratica rituais de bruxaria.
- Que malandro preconceituoso tu, hein? Te liga, cara. Além do mais, todos desconhecem o
passado dela por estas bandas, meu. Então não dá pra grilar, cara.
- Pablo, a Daniela já viu a Maiara nos seus cultos malignos. Da janela assistiu o ritual no
apartamento dela.
- Sua mana expia os apês vizinhos pela janela? Nossa, cara, vou cuidar ao tirar minha
bermuda.
- Os apartamentos são de frente, Pablo. Fácil acesso à janela.
- Sabe, malandro, apostei com o Duda que tu vai te amarrar. Logo, logo.
- Por que isso?
- Pra baixar tua fuça de soberba. Parar de ficar escolhendo gatinha sem pegar nenhuma. Já
pensou se tu gama por uma bruxinha?
- Pablo, você é maluco. Chega desse assunto. Tenho que tomar banho. À noite passo no teu
apartamento para darmos uma volta.
- Até mais mano.

- Me envolver com uma bruxa. Essa é boa mesmo! Este Pablo...
- O que tem contra nós?
- Puxa! Estou mesmo cansado. Uma bela mulher, vestindo vermelho, sentada no parapeito da
janela do meu apartamento.
- Não parece cansado. Parece infeliz.
- Você não me conhece. Aliás, estamos no sétimo andar, não tem medo de cair daí?
- Se não acredita que estou aqui, por que continua falando comigo?
- Porque só pode ser armação do Pablo. Como você entrou? Ele me paga. Que acordo fez
contigo? Você é linda! Seu cabelo comprido e loiro. Gosto de loiras. Quanto ele está pagando
para você me seduzir?
- Quer ser seduzido?
- Não transo assim de primeira e acabou meu estoque de camisinhas.
- Um romântico solitário?
- Você não me conhece para ficar tirando conclusões.

- Em 1975 Thoni, o garotinho de sete anos, chorava assustado ao ser resgatado de um incêndio
por uma velha cigana.
- Como sabe meu passado?
- A cigana era minha mãe.
- E agora você veio levar a minha alma?
- Quero somente o corpo primeiro.
- Não transo no primeiro encontro.
- É? E para onde está me levando?
- Para o meu quarto. Faz perguntas demais, bruxinha.

- E aí Duda? Tudo de boa? Não sei qual é a da mente do Thoni? Anda pilhado e triste, tá
furando as aulas, sei lá, cara!
- Pois é Pablo, até comentei com a Maiara. Esbarrei com ele no corredor da faculdade ontem e
não gostei da fisionomia, estava muito abatido. Lembra Maiara?
- De repente pode estar doente.
- Então Maiara, pela lata dele parece que sim. Se tranca naquele apê e não arreda o pé pra
nada. O cara pirou mesmo.

- Lendo um romance? Claro, um romântico solitário...
- O que você quer? A bruxinha sentiu saudades e veio saciar sua sede?
- Você está abatido, Thoni. O que aconteceu?
- Não é da sua conta. Você sumiu depois daquela noite.
- Por que deveria retornar? Uma transa não significa nada. Você é perito no assunto e concorda
com isso, não é mesmo?
- Então por que voltou?
- Está aborrecido porque voltei? Vou embora!
- Espere. Pensei que não voltaria mais. Por que voltou?
- Me apaixonei, por isso voltei.
- Também me apaixonei, bruxinha.
- Me beije, Thoni.

- Cem, duzentos, trezentos. Aqui está o seu dinheiro Pablo.
- Faturei mesmo né mano Duda? E quem é a gatinha?
- Irmã da Maiara.
- Bah, tchê! Uma bruxa mesmo.
- Olha o respeito rapaz.

voltar

Cristiane Luz

E-mail: crisluz1311@gmail.com

Clique aqui para seguir esta escritora


Pageviews desde agosto de 2020: 23303

Site desenvolvido pela Editora Metamorfose